Bibliografia

Bibliografia de Psicologia Fenomenológica

Esta lista relaciona livros e artigos sobre psicologia e fenomenologia, desde a psicologia fenomenológica de inspiração husserliana até a daseinsanalyse.

  • AMATUZZI, Mauro (1989). O Resgate da Fala Autêntica. Campinas: Papirus.
  • AMATUZZI, Mauro (2008) Por uma Psicologia Humana. 2ª Ed. São Paulo: Ed. Alínea.
  • AMATUZZI, Mauro (2009)  “Psicologia fenomenológica: uma aproximação teórica humanista”. Revista Estudos de Psicologia. 26 (1) jan.-mar. 2009. Campinas. +LEIA ONLINE
  • ANCONA-LOPEZ, Marília (org.) (1995) Psicodiagnóstico: Processo de Intervenção. São Paulo: Cortez, 1995.
  • ANGERAMI-CAMON, Valdemar (org.) (2004) O Atendimento Infantil na Ótica Fenomenológico-Existencial. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.
  • AUGRAS, Monique. (1996) O Ser da Compreensão: Fenomenologia da Situação de Psicodiagnóstico. (6ª ed.) Petrópolis, RJ: Vozes.
  • BARBOSA, M.   “A noção de Ser no Mundo em Heidegger e sua Aplicação na Psicopatologia”  Psicologia: Ciência e Profissão, 1998, 18 (3), p.2-13. +LEIA ONLINE
  • BEIRÃO, Maria; CASTRO, Edson. (orgs.) Vida, Morte e Destino. São Paulo: Editora C.I., 1992.
  • BERG, J. H. van den. (1981). O Paciente Psiquiátrico: Esboço de Psicopatologia Fenomenológica. 4.ed. São Paulo: Mestre Jou.
  • BICUDO, Maria Aparecida; ESPÓSITO, Vitória (orgs.) (1997) Joel Martins... Um Seminário Avançado em Fenomenologia. São Paulo: EDUC.
  • BILBAO, Giuliana. Os anjos de Zabine: um ensaio psicoterapêutico. Campinas, SP: Ed. Alínea, 2007.
  • BULCÃO, Marly (org.) (2005) Bachelard: Razão e Imaginação. Feira de Santana, BA: Universidade Estadual de Feira de Santana.
  • BOSS, Medard. Angústia Culpa e Libertação. Trad. Barbara Spanoudis. São Paulo: Ed. Duas Cidades, 1975.
  • BOSS, M.  “Análise Existencial – daseinsanalyse”  Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, nºs 1, 2 e 4.
  • BOSS, M.  “Encontro com Medard Boss”. Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, nºs 1, 2 e 4.
  • BOSS, M.  “Introdução à Daseinsanalyse” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.9, 1997.
  • BOSS, M.  “Sonhar e Psicoterapia” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.6, 1985.
  • BOSS, M.  “O modo-de-ser-esquizofrênico à luz de uma fenomenologia daseinsanalítica” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.3, 1977.
  • BOSS, M.  “Solidão e comunidade.” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.1,2 e 4, 1997.
  • BOSS, M.  “Pensamentos a respeito do trabalho de Valeria Gamper ‘Os Reconhecereis pela Fala’.” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.7, 1989,
  • BOSS, M.  “A natureza da singularidade da psicanálise” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.9, 2000.
  • BOSS, M.  “A Paciente que ensinou o autor a ver e pensar de uma maneira diferente.” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.11, 2002
  • BOSS, M.  “O Caso Regula Zürcher.” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.14, 2005.
  • BRUNS, Maria Alves; HOLANDA, Adriano (orgs.) (2007) Psicologia e Fenomenologia: Reflexões e Perspectivas. 2ª ed. Campinas, SP: Editora Alínea.
  • BUBER, M. (1979). Eu e Tu. (2. ed.). São Paulo: Cortez & Moraes.
  • CANCELLO, L. A. O fio das palavras: um estudo de psicoterapia existencial. São Paulo: Summus, 1991.
  • CAPALBO, Creusa. "Fenomenologia e Psiquiatria", In: Revista Brasileira de Filosofia, (IBF), Abril-Maio-Junho, 1977, Fasc. 106, pp. 153-158.
  • CARDINALLI, Ida Elizabeth. Daseinsanalyse e Esquizofrenia. São Paulo: Educ, 2004.
  • CARMO, Paulo Sérgio (2007) Merleau-Ponty: Uma introdução. São Paulo: EDUC.
  • CYTRYNOWICZ, Maria Beatriz (2003)   “Em Busca da Existência” In: Viver Mente & Cérebro: Um Futuro Plural, n.6.
  • CYTRYNOWICZ, M.  “O Tempo da Infância”. Revista da ABD, nº 9. São Paulo, 2000.
  • CYTRYNOWICZ, M.  “O Mundo da Criança”. Revista da ABD, nº 9. São Paulo, 2000.
  • DICHTCHEKENIAN, Maria. (org.) Vida e morte: ensaios fenomenológicos. São Paulo: Editora C.I., 1988.
  • ELIADE, Mircea (1995) O Sagrado e o Profano: A essência das religiões. Trad. Rogério Fernandes. São Paulo: Martins Fontes.
  • EVANGELISTA, Paulo.  “A recepção do inconsciente freudiano pela daseinsanalyse de Medard Boss". Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, n.21, 2004.
  • FAGAN, Joen; SHEPHERD, Irma (orgs.) (1975) Gestalt-terapia: Teoria, Técnicas e Aplicações. 2ª ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. (1995)  “Atos e acasos em psicanálise. Um comentário heideggeriano”. Cadernos de Subjetividade. São Paulo, v. 3, n. 1, pp.157-63.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. (1995)  “Foucault e Heidegger: a ética e as formas históricas do habitar (e do não habitar)”, Tempo Social: Revista de Sociologia da Usp, São Paulo, v.7, n.1-2, pp.139-49.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. (1996)  “Heidegger e a psicanálise: encontros”, Psicanálise e Universidade, São Paulo, n.4, pp.39-51.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. (1996)  “Maldiney e Fédida: derivações heideggerianas na direção da psicanálise”, Cadernos de Subjetividade, n. 4, pp. 95-108.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. (1994) Escutar, recordar, dizer: encontros heideggerianos com a clínica psicanalítica. São Paulo: Escuta.
  • FIGUEIREDO, Luís Cláudio M. e COELHO JR., Nelson (2000) Ética e Técnica em Psicanálise. São Paulo: Escuta.
  • FORGHIERI, Yolanda (org.) (1984). Fenomenologia e Psicologia. São Paulo: Cortez.
  • FORGHIERI, Yolanda (1992)  “Levantamento e classificação de pesquisas fenomenológicas no campo da psicologia.” Revista Brasileira de Pesquisa em Psicologia, 4(3) 1992.
  • FORGHIERI, Yolanda (2000) Psicologia Fenomenológica: fundamentos, método e pesquisa. São Paulo: Ed. Pioneira Thomson.
  • FREIRE, Carlos Eduardo (2007)  “Conquista do Futuro” In: Revista Mente & Cérebro: O Olhar Adolescente. No. 2. São Paulo: Editora Duetto.
  • GARCIA-ROZA, Luiz Alfredo (1972) Psicologia Estrutural em Kurt Lewin. Petrópolis, RJ: Vozes.
  • GREENING, Thomas (org.) (1975) Psicologia Existencial Humanista. Trad. Eduardo de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar Editores.
  • LOPARIC, Zeljko (1991)  “Um olhar epistemológico sobre o inconsciente freudiano”, in Knobloch, F. (org.): O inconsciente: várias interpretações, pp. 43-58. São Paulo: Escuta.
  • LOPARIC, Zeljko (1995)  "Winnicott e Heidegger: afinidades", Boletim de novidades, ano 8, n. 69, janeiro, pp. 53-60. São Paulo: Ed. Livraria Pulsional. 
  • LOPARIC, Zeljko (1995):  "Winnicott e o pensamento pós-metafísico", Psicologia-USP, v. 6, n. 2, pp. 39-61.
  • LOPARIC, Zeljko (1998)  "Psicanálise: uma leitura heideggeriana", Veritas (PUCRS), v. 43, n. 1, pp.25-41.
  • LOPARIC, Zeljko (1999)  "É dizível o inconsciente?", Natureza Humana, v. 1, n. 2, pp. 323-385.
  • LOPARIC, Zeljko (2001)  "Além do inconsciente - sobre a desconstrução hedeiggeriana da psicanálise", Natureza humana, v. 3, n. 1, pp. 91-140.
  • LOPARIC, Zeljko (2002)  "Binswanger, leitor de Heidegger: um equívoco produtivo?", Natureza humana, v. 4, n. 2, pp. 383-413.
  • MAICHIN, Vanessa (2006) Visita Escolar: Um Recurso do Psicodiagnóstico Interventivo na Abordagem Fenomenológico-Existencial Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2006. + LEIA ONLINE
  • MARTINS, Joel; DICHTCHEKENIAN, Maria Fernanda (orgs.) (1984) Temas fundamentas da fenomenologia. São Paulo: Moraes.
  • MATTEO, Vincenzo (2005)  “Heidegger e a psicanálise: Uma conversa em Sicília” Revista de Filosofia, Curitiba, v.17, no.20, p.185-198.
  • MAY, Rollo (1978) O Homem à Procura de Si Mesmo (6. ed.). Petrópolis, RJ: Vozes.
  • MAY, Rollo (1993) A Descoberta do Ser. 3ª ed. Trad. Claudio Somogyi. Rio de Janeiro: Rocco.
  • MOREIRA, Daniel (2002) o Método Fenomenológico na Pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson.
  • OAKLANDER, Violet (1978) Descobrindo Crianças: A abordagem gestáltica com crianças e adolescentes. Trad. George Schlesinger. São Paulo: Summus Editorial.
  • REIS, Róbson Ramos.  “Heidegger: origem e finitude do tempo” Revista DoisPontos, v.1, n.1, 2004. + LEIA ONLINE
  • REHFELD, Ari (1988)  “À Angústia” In: DICHTCHEKENIAN, Maria. (org.) Vida e morte: ensaios fenomenológicos. São Paulo: Editora Companhia Ilimitada, 1988.
  • REHFELD, Ari (1992)  Existência e Cura – Idéias” In: BEIRÃO, Maria; CASTRO, Edson. (orgs.) Vida, Morte e Destino. São Paulo: Editora Companhia Ilimitada, 1992.
  • REHFELD, Ari (2000)  “A prática Clínica Fenomenológico-Existencial.” Revista de Gestalt do Instituto Sedes Sapientiae, no.9.
  • REHFELD, Ari (2001)  “Dois Modos Contemporâneos de Malogro da Relação” Boletim de Gestalt-Terapia, no.9.
  • REHFELD, Ari (2004)  “Acerca das generosas curvas da Espera" Revista do X Encontro da Abordagem Gestáltica.
  • REHFELD, Ari (2006)  “Subjetivação Contemporânea: Malogro e Transcendência” Revista da Abordagem Gestáltica, vol. XII, n.2.
  • REHFELD, Ari (2009)  “O que diferencia uma abordagem fenomenológico-existencial das demais?” In: Pinto, Ênio (org.) Gestalt-terapia: Encontros. São Paulo: Ed. Instituto Gestalt de São Paulo.
  • PERLS, Fritz (1988) A Abordagem Gestáltica e Testemunha Ocular da Terapia. 2ª ed. Trad. José Sanz. Rio de Janeiro: LTC.
  • PERLS, Fritz (1977) Gestalt-Terapia Explicada. 2ª ed. Trad. George Schlesinger. São Paulo: Summus.
  • PINTO, Gustavo Alberto (1980)  “O Zen e as Artes Japonesas.” Estudos Afro-Asiáticos, n.3, 1980, p.62-85.
  • POMPÉIA, João Augusto (1982) “A Análise Existencial: Alguns Fundamentos.” In: Porchat, Ieda (org.) As Psicoterapias Hoje: Algumas Abordagens. 2ª ed. São Paulo: Summus.
  • POMPÉIA, J. A. Na presença do sentido: Uma aproximação fenomenológica a questões existenciais básicas. São Paulo: EDUC; Paulus, 2004.
  • POMPÉIA, J.  “Psicoterapia e Verdade” Revista da Associação Brasileira de Daseinsanalyse, no. 1,2 e 4, 1997.
  • SAPIENZA, Bile Tatit (2004) Conversa sobre terapia. São Paulo, SP: Educ/Paulus.
  • SAPIENZA, Bile Tatit (2007) Do desabrigo à confiança: daseinsanalyse e terapia. São Paulo: Ed. Escuta.
  • STEVENS, John (1977) Isto É Gestalt. Trad. George Schlesinger e Maria Kovacs. São Paulo: Summus.
  • VALENTINI, Luigino (1988) O Caminho Fenomenológico do Fazer. São Paulo: Companhia Ilimitada.
  • WAELHENS, Alphonse De (1990) A Psicose: Ensaio de interpretação analítica e existencial. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.
  • YALOM, Irvin. (2006) Os Desafios da Terapia : Reflexões para pacientes e terapeutas. Trad. Vera Assis. Rio de Janeiro : Ediouro.
  • YALOM, Irvin. LESZCZ, Molyn. (2006) Psicoterapia de Grupo : Teoria e Prática. 5a ed. Trad. Ronaldo Costa. Porto Alegre : Artmed.
  • YALOM, Irvin. (2008) De Frente para o Sol: Como Superar o Terror da Morte. Trad. Daniel Schiller. Rio de Janeiro : Agir.
  • YONTEF, Gary (1998) Processo, Diálogo e Awareness. Trad. Eli Stern. São Paulo : Summus.

 

Compilado em 01/12/2009 por Paulo Evangelista.

Sugestões de bibliografia podem ser enviadas para pesquisa@fenoegrupos.com .

Outras Bibliografias Recomendadas

 

Heidegger em português

• Husserl em português